Colcha de Retalhos

By | 18:11:00 6 comentários
Amigos!

Seis anos de retorno à corrida têm muitos retalhos. Têm pedacinhos das nossas histórias, já que não falei só de mim. Têm recortes de nosso país, já que não citei só minha cidade. Tem emoção espalhada em cento e tantas postagens. Têm conquistas de amigos e auto-conquistas. Têm ganhos no físico, no intelecto e na emoção. Tem emoção dividida e multiplicada em uma nova visão - de uma nova vida...

Colhi retalhos das próprias postagens para compor essa colcha. Aproveita que é inverno e se cubra com ela!

Nos retalhos de Imagens, alguns pedaços de mim nesses seis anos de corrida!


... Meu presente de aniversário chegou três dias antes. Não era livro, camisa, sapato nem carro. Não era tangível. Não tinha cheiro, nem cor ou sabor. Difícil descrever um presente sem forma, mas que fluindo da alma se transforma em lágrimas da mais pura alegria. A emoção que senti ao entrar no corredor de chegada, após percorrer 42 km na Maratona do Rio foi o meu presente... postado em jul/2010









... Encurta o tempo que resta para a largada. Encurtam as frases de quem ainda fala e o espaço entre-corpos na contagem regressiva. E a corrida começa! O primeiro desafio é tentar mover-se no meio da massa. Naturalmente, os corredores estendiam os braços escorando-se nas costas de quem estava à frente, lembrando fila de escola... postado em ago/2010


... Estava na volta de nº 13 quando uma lufada de vento fez surgir um redemoinho ao meu lado, dando vida às folhas mortas do chão, atirando-as sobre mim, junto aos ciscos e poeira. O susto fez meu coração disparar tanto quanto minhas pernas. Senti um arrepio e pensei: “É Saci Pererê!” Um redemoinho que surge do nada é artimanha do Saci. Em instantes, a nuvem de poeira ficou para trás e dissipou da mesma forma que surgira. Percebi que estava eufórico e me arrepiei de novo, me perguntando: “Será que o Saci está correndo comigo??”... postado em set/2010









... Duas décadas depois (jan/2008), reencontrei a velha namorada - a Corrida. Era manhã de domingo no Leblon e eu já tinha 48 anos, quando larguei na Leblon-Leme. Fiquei tímido para puxar assunto... Ela, Corrida, continuava jovem e mais linda do que nunca. Minha juventude, no entanto, se resumia à atitude de estar ali. Fiquei surpreso quando me vi em seus braços. Tomei banhos de suor e auto-estima... postado em set/2010


... Mas a grama não é apenas um piso macio. Ela interage com nosso corpo e nossa mente. O atrito do tênis no gramado, o cuidado que se tem para não pisar em buracos ou galhos, os estalidos das folhas secas, o grilo que salta desesperado ao ver um "gigante" se aproximando, o formigueiro ameaçador, o casal de quero-queros e seus piados de alerta, o urubu devorando um despacho e o sol, que dá cor a tudo isso, bronzeando minha pele e cozinhando meus miolos... postado em jan/2011



... O vento frontal não trazia frescor. Volta e meia surgia em lufadas de arranca-boné tornando a corrida mais difícil nos acostamentos da Rio-Petrópolis. Eram oito e meia da manhã mas o sol simulava o meio-dia. Veículos pequenos e grande faziam "vrum" quando passavam em alta-velocidade. Éramos cinco corredores que na manhã de sábado - dia de longão - escolheram cruzar o Vale da Morte... postado em mar/2011


... Continuar correndo e desviando das poças, mas levar um banho da água que os pneus dos carros atiram, inclementes, sobre pedestres incautos. Se um atleta de rua deve ter bom humor para encarar qualquer tempo, correr é uma lição de vida. Superar a passagem da chuva e do sol. Deixar para trás não só poças d´águas e lixo, mas flores e borboletas, não faz do corredor um ser solitário, fá-lo livre e integrado no todo. Este ser passageiro leva consigo o próprio mundo onde os problemas não foram suficientes para fazê-lo parar. Leva um sorriso, um aceno, um incentivo para quem parou e deseja retornar ao movimento... postado em abr/2011.

Colchas de retalhos, além de práticas, podem ser belas!

Abraços!
Bira.
- Gostou?... Siga o Blog clicando em "PARTICIPAR DESTE SITE" abaixo, depois dos comentários desta postagem ou acima, na lateral direita.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

6 comentários:

Sensacional Bira!
Parabéns!!!
Abraço
Colucci

OZEIAS CARLOS disse...

Irmão vc é "1000".

Maria Antonia disse...

SHOW BIRA!!! fICOU D+
Parabéns!!!!
Continue assim se superando....
Beijokas

Poeta Bira ja lhe disse tens que inscrever um livro...cara parabéns por mais um post e parabéns pelos 6 anos de corridas só e uma pena que não nos encontramos na Maratona do Rio..
Boa semana e bons treinos,

Jorge Cerqueira
www.jmaratona.com

Unknown disse...

Simplesmente perfeito Bira! Que sua colcha de retalhos aumente cada vez mais para que possa compartilhar todos os seus grandes momentos conosco!!!!

Dori Lemos disse...

Parabéns amigo, quanta beleza em sua colcha de retalhos.Que sua colcha vire um tapetão com kms e kms e não pare de crescer nunca.
Bjs
Dori Lemos