Últimos Posts

A estimativa é que o evento supere a marca de 100 cidades no Brasil e exterior, ente ano...

Treinão do Brasil Supera 70 Cidades!

Amigos!

Rio de Janeiro, 10 de maio de 2018.
Um mês foi o bastante para o Treinão do Brasil - Correndo Pela Paz chegar a mais de 70 cidades, dentro e fora do país. Lançado em março, último, este treinão simultâneo ocorrerá em 27 de maio de 2018, com largada às 7h da manhã, horário de Brasília, em todo território nacional.

O índice de adesão ao evento, este ano, está sendo surpreendente e tudo indica que a marca de 100 cidades será superada. Para se ter uma ideia, em 2015 o TB ocorreu em 48 cidades, movimentando 2,5 mil corredores. Desta feita, estima-se que treinão da paz reúna mais de 7 mil pessoas vestidas de branco, conectadas pelo mesmo pensamento e pelas redes sociais.

O rápido crescimento do Treinão do Brasil, este ano, se deu pela adesão de personagens influentes. Eles são atletas, treinadores e organizadores corrida que se encantaram com o projeto de um imenso treinão simultâneo pela paz e atraíram corredores de outras cidades. Alguns deles também conheciam corredores brasileiros, residentes no exterior, e fizeram o mesmo. Dessa forma, o treinão da paz já foi marcado na Itália, França, Canadá e Paraguai.

E como funciona o Treinão do Brasil?

Primordialmente, o Treinão do Brasil não é uma corrida e sim aquele treino que todo corredor faz com seu grupo nos fins de semana. Dessa forma, para participar do TB basta ter um pequeno grupo de corredores habituados a correr em locais seguros por sua própria conta e risco. Em alguns lugares, no entanto, esse pequeno treinão pode tomar proporções de grupos médios ou grandes. Já houve casos, principalmente em cidades pequenas, do organizador do evento local conseguir apoio do setor público para estruturar e poder atrair muitas pessoas para o evento.

Em qualquer um desses casos, o Treinão do Brasil é um evento gratuito e despido de caráter político ou religioso. Somos corredores de rua que, pela primeira vez, nos unimos nacionalmente para correr pela paz. Para caracterizar o evento como o maior treinão de todos os tempos estaremos vestidos de branco - qualquer camisa branca de corrida serve ou simplesmente um boné desta cor. Quando faltar 10 minutos para a largadas, os corredores farão um círculo de mãos dadas e promoverão um pensamento pela paz, formando uma corrente de norte a sul do país.

Interagir corredores de todo Brasil não é fácil, mas o WhatsApp e as redes sociais ajudam. No Facebook, temos o Grupo Treinão do Brasil - Correndo Pela Paz  com esse intuito. No dia do evento, utilizaremos recursos de transmissão ao vivo via celular. Depois do Treinão, postaremos as imagens e apuraremos a quantidade de participantes.

Provas Aderem ao Treinão

Esta terceira edição do Treinão do Brasil está trazendo surpresas como a adesão de provas oficiais, marcadas para o mesmo dia. Isso ocorreu, primeiramente, quando os produtores da Meia Maratona de Tubarão tomaram ciência do TB e resolveram transformar aquela prova na Corrida da Paz. Eles soltarão centenas de balões de gás brancos no momento da largada e, antes dela, também farão um pensamento pela paz em sintonia com os corredores de todo país.

Em sua quarta edição, a Cascavel Run que comporta as distancias de 5, 10 e 21 km também aderiu ao Treinão do Brasil e fará alusão ao evento através de sua camiseta. Também será feita uma sensibilização pela paz, naquela prova, dando ciência aos corredores que o Treinão do Brasil está acontecendo no mesmo instante.

Como Participar do Treinão do Brasil

Verifique nos links abaixo os locais onde o evento está marcado. Caso queira entrar em contato com o organizador do treinão mais próximo, tem um link do perfil do Facebook para que você envie mensagem tirando dúvidas.

Caso não tenha Treinão do Brasil marcado em sua cidade, ou próximo, você também pode organizar um treinão. Basta entrar em contato conosco, seguir as instruções e ser inserido no grupo de organizadores do evento, no WhatsApp. Faça contato pelo número: 21 994449650.

O Treinão do Brasil é gratuito e pode ser feito por grupos pequenos, médios e grandes de corredores de rua que já estejam habituados a treinar em locais seguros.

Grupo do Facebook

Através do Grupo de facebook:  Treinão do Brasil - Correndo Pela Paz, os corredores de diversas cidades já estão postando as fotos dos seus treinos e apresentando os locais onde o Treinão vai acontecer. Basta solicitar inclusão no grupo para depois poder postar e acrescentar novos amigos que correm também.


Locais onde o Treinão está Marcado

Endereços, perfis dos organizadores e WhatsApp de contato: Clique aqui e confira!

Mapa do Treinão do Brasil no Google



Imagem da Meia Maratona que reuniu cerca de 500 atletas em 2017
Créditos: Luiz Henrique Fogaça/Fogaça Comunicação

Meia de Tubarão adere ao "Treinão" e vira Corrida da Paz!

Amigos!

Eles estão na terceira edição e em plena fase de crescimento: O Treinão do Brasil e a Meia Maratona Sicredi de Tubarão se uniram em torno do tema Correr Pela Paz. É a primeira vez que uma prova de corrida de rua oficial se junta ao grande treinão, feito por corredores de todo Brasil. A coincidência na data dos dois eventos veio a calhar (domingo, 27 de maio de 2018), então surgiu a parceria.

Saiba mais...

É só o começo, mais o Treinão do Brasil já agrega 50 cidades e ainda tem 2 meses para juntar mais...

Treinão do Brasil: Mais de 50 Cidades!

Amigos!

Rio de Janeiro, 28 de março de 2019.
Bastaram 10 dias para que o Treinão do Brasil - Correndo Pela Paz atingisse mais de 50 cidades, em todo Brasil. A expectativa é que o evento cresça muito mais, pois ainda faltam 2 meses para a grande largada.

Para quem não conhece, o Treinão do Brasil é um conjunto de vários treinões simultâneos, de corrida e caminhada, feito por corredores de rua de qualquer lugar. No dia 27 de maio de 2018, domingo, precisamente às 7 h da manhã (horário de Brasília) milhares de pessoas darão largada, vestidas de branco. Dez minutos antes, ou seja: às 6 h e 50 min, todos darão as mãos para formar uma corrente de pensamento pela paz, de norte a sul do país.

Vale lembrar que o Treinão do Brasil não tem caráter religioso ou político. Seus organizadores são líderes de grupos de corredores pequenos e médios. Os treinos não são competitivos. No geral são treinos leves, alguns incluem caminhadas onde são convidados familiares e amigos. Mas não há critério, tudo depende da decisão dos grupos de cada local.

Utilizando as transmissões ao vivo, via redes sociais e WhatsApp, os corredores vão interagir e terão noção da dimensão do evento. Fotos e vídeos serão postadas nas redes sociais e o total de participantes será apurado. Em 2015, o Treinão do Brasil reuniu 2,5 mil corredores em 48 cidades. Esse ano, já superamos aquele número, logo de cara!

Atravessando a Fronteira, ou Chegando Perto Dela

É claro que ainda teremos muitas novidades pela frente, mas duas delas já podemos destacar:

Primeiro, a marcação de um treinão em Pacaraima RR - município que faz fronteira com a Venezuela. O chamado "Polo Norte de Roraima" tem temperaturas baixas e curiosamente não tem cemitério para seus 12 mil habitantes. É que a região serrana tem solo rico em caulim, um minério que impede a decomposição dos corpos que são enterrados em outras cidades. Atualmente, Pacaraima vem sofrendo os efeitos da forte presença de refugiados venezuelanos, mas a turma que corre não pode parar e vai participar do Treinão. Eles darão a largada no Brasil, atravessarão a fronteira durante o percurso e finalizarão nas terras nacionais.

Equipe Correcaminos Team & Running del Paraguay - O Treinão do Brasil atravessa a fronteira.

Bem longe de Pacaraima fica a Ciudad del Este, no Paraguai. Isso mesmo, do outro lado da Ponte da Amizade também vai ter Treinão do Brasil, organizado pelo grupo Correcaminos Team & Running del Paraguay. O percurso será em terras paraguaias, mas a sintonia será a mesma.

Os corredores brasileiros e paraguaios costumam se visitar, naquelas bandas, e compartilhar treinões em Foz do Iguaçu ou na Ciudad del Este.

Esquadra Paranaense Invade o Treinão do Brasil

Foi uma grata surpresa! Fazia pouco tempo do lançamento do Treinão, deste ano, e estávamos resgatando as cidades que já participaram do evento. O trabalho era penoso, pois muitos contatos foram perdidos. Mesmo assim, já tínhamos cerca de 25 treinões marcados, mas o ritmo era lento. Por indicação, no WhatsApp, entramos no Grupo Sebo nas Canelas - que tem corredores do Paraná e de todo Brasil. Postamos links de informações sobre o Treinão do Brasil. Convidamos as equipes de diversas cidades e obtivemos sucesso: em pouco tempo, uma série de cidades do paraná aderiram ao Treinão, nesta ordem: Cascavel, Foz do Iguaçu, Guaíra, Toledo, Dois Vizinhos, Santa Terezinha do Itaipu, Marechal Cândido Rondon, Maringá, Bituruna, Medianeira, Francisco Beltrão e São Miguel do Iguaçu. Não bastasse, os multiplicadores do Paraná também trouxeram cidades de outros estados, como: Gaspar e Xaxim de Santa Catarina, Vacaria do Rio Grande do Sul, Macaé do Rio de Janeiro e a já citada Ciudad del Este.

A incansável Esquadra Paranaense vestiu a camisa do Treinão e também está movimentando o Grupo do Treinão no Facebook, onde todos interagem e muitas fotos do evento deverão ser postadas.


PREGUNTAS E RESPOSTAS:

Como Fazer para Participar do Treinão do Brasil?

Em primeiro lugar você deve consultar se já foi marcado um Treinão do Brasil na sua cidade. Se já foi marcado, entre em contato com os organizadores do evento para dirimir qualquer dúvida e participar. O treinão é totalmente gratuito, em qualquer lugar.

Posso marcar um novo Treinão do Brasil em outro local da minha cidade?

Sim, desde que seja num raio de 10 km de distância do outro treinão anteriormente marcado.

O que eu preciso fazer para marcar um Treinão?

Entre em contato com o WhatsApp 21 994449650. Você será instruído e acrescentado ao Grupo de Organizadores do Treinão do Brasil, após a aprovação. O Treinão não possui patrocinadores e é feito pelos próprios corredores de rua, que estão acostumados a se reunir em locais seguros para treinar. A diferença é que, naquele dia, eles estarão vestidos de branco e farão um pensamento coletivo, ao mesmo tempo, de norte a sul do Brasil, pela Paz. A largada será dada no mesmo momento (7 h, de Brasília) e formaremos o maior treinão simultâneo de todos os tempos - O Treinão do Brasil!

Tanto o experiente Lula Holanda (em primeiro plano) quanto o novato Rodrigo Milena (à esquerda) são exemplos de organizadores do Treinão do Brasil nas suas cidades. 

As Feras do Treinão (Parte I)


Amigos!

Primeiro, eles se entusiasmaram com o projeto. A seguir, entenderam que era preciso fazer sua parte para o Treinão do Brasil acontecer, de fato. Então, eles arregaçaram as mangas e convocaram seus amigos para o grande evento simultâneo e nacional:

( Para quem não sabe, O Treinão do Brasil é composto por dezenas de treinos de corrida, simultâneos, em várias cidades do país. A largada ocorrerá às 7 h da manhã do dia 27 de maio de 2018, domingo. Os corredores vestirão qualquer camisa branca. Dez minutos antes da largada, todos darão as mão num só pensamento pela paz, de norte a sul do país ).

Então, eles marcaram os locais de largada nas suas cidades. Para alguns deles, convocar corredores foi tarefa fácil, porque já são conhecidos no meio. Para outros, nem tanto. Mas todos tinha algo em comum: um forte desejo e boa-vontade. Resultado: Em pouquíssimos dias, o Treinão do Brasil decolou!

Mas, afinal, quem são eles?

São os organizadores e multiplicadores do Treinão do Brasil - Correndo Pela Paz. Um grupo heterogêneo, composto de corredores experientes ou novatos. Alguns são líderes de grupos de corrida, outros são blogueiros. São educadores físicos ou líderes de assessorias esportivas... No Treinão do Brasil tem lugar para todos!

É quase impossível descrever um pouco da história de todos eles. Até o fechamento desta postagem totalizavam 40, em 30 cidades. A seguir, o perfil de cinco deles... Depois tem mais:


Lula Holanda, Recife - PE:

Depois que se aposentou, em 2004, o ex-superintendente começou a caminhar diariamente, no Parque da Jaqueira, para fugir de uma depressão. Lá conheceu corredores e se encantou pela atividade. Apenas um ano depois, fundou a ACORJA - Associação dos Corredores da Jaqueira e fez sua primeira maratona (42 km). Desandou a correr pelo Brasil e pelo mundo. Em 2010 foi encarar os 89 km da Comrades - a ultramaratona mais famosa do mundo, na África do Sul. Teve a ideia de promover uma prova similar no seu estado... E fez!: Criou a Ultramaratona 100 Km do Frio (percurso entre Caruaru e Garanhuns) que este ano atingirá sua 8ª edição. Mais do que famoso entre os corredores de rua de todo Brasil, Holanda têm orgulho de denominar a ACORJA como "fábrica de maratonistas". Nada mais justo! Lula e sua equipe organizam o Treinão desde 2015.


Vannucci Jr., Uberaba - MG:

O carioca, radicado no Triângulo Mineiro, ficou famoso depois que decidiu filmar corridas e postar os videos no YouTube. Foi em 1989, quando morava em Niterói-RJ que ele fez sua primeira corrida e foi treinar com o saudoso prof. Barnabé de Souza. O hoje dono do Canal Corrida Rústica, no entanto, tinha medo de encarar uma maratona. Em 1991, foi inscrito nos 42 km da prova carioca, sem saber, e teve que encarar. Descobriu que maratona "não era um bicho de 7 cabeças". Em 2008, já em Uberaba, Vannucci estava lesionado e decidiu filmar uma prova. O vídeo não ficou bom, mas despertou a ideia da criação do blog e do Canal Corrida Rústica, um dos mais conhecidos e renomados deste gênero. A boina, camisa e bermuda pretas são sua marca. Por conta disso, é visto de longe nas corridas que participa, despertando acenos e gritos dos corredores: "Vanutiêêêêê!". Vannucci Jr. está entre os primeiros apoiadores do Treinão do Brasil.



Cesar de Castro e 
Sheila Zanesco, Treviso - SC:

Fiquei pensando por quanto tempo esse casal de atletas paulista residiu no Rio, mas não importa... Cesar e Sheila ficaram na Cidade Maravilhosa o tempo suficiente para deixar muita saudade. Nas parias, as suas pegadas ainda não apagaram - elas renascem todos os dias. Ainda é possível ver as marcas dos pneus de suas bikes no asfalto carioca. As águas do mar ainda agitam no reflexo das suas braçadas. Os corações de corredores, ciclistas e nadadores do Rio, ainda esperam bater mais forte, de novo, durante um treino ao seu lado. Egressos do Rio, o casal foi residir em Treviso para divulgar os encantos daquela cidade no blog Atividade 360. Sem dúvidas, o Treinão simultâneo do Brasil será uma oportunidade de fazer o mesmo treino com essa dupla, não importa onde cada corredor esteja!



Vanuza Ramos, Cascavel - PR:

Alcoolismo, pânico e depressão fizeram Vanuza procurar ajuda médica, em 2013. Além dos remédios de tarja preta, sua psiquiatra prescreveu que ela caminhasse. Nos parques de Cascavel, Vanuzza não se conteve e, em pouco tempo, começou a correr e conhecer outros corredores. Inseriu-se nos grupos, participou de treinos e descobriu uma nova vida. Participou das provas de 10 km, mas não foi suficiente; queria mais. Galgou treinos longos e encarou desafios de percorrer centenas de quilômetros num só mês. Chegou a fazer 800 km em 30 dias e foi personagem de uma edição do programa Painel RPC, clique no link e assista:  link: https://globoplay.globo.com/v/6103788/programa/ . Vanuzza, não é a organizadora do Treinão do Brasil de Cascavel, mas é uma multiplicadora da ideia: Correndo Pela Paz. Exemplo que é, ela está atraindo mais grupos para engrossar as fileira do grande evento simultâneo.



Rodrigo Milena, Itaboraí - RJ:

Afastado de suas funções no trabalho, Rodrigo ficou obeso e decidiu praticar corrida e ciclismo para emagrecer. Era inicio de 2016, quando ele descobriu este blog e entrou em contato. Milena queria conhecer mais corredores, estabelecer novas amizades para manter-se motivado. Coloquei-o no grupo de WhatsApp do Treinão do Brasil, onde ele passou a postar fotos dos seus treinos pelas ruas de Itaboraí. Mesmo com pouco tempo na corrida, Rodrigo não se intimidou e vai organizar um treinão local. É que ele sabe que o Treinão do Brasil pode ser feito, tanto com meia dúzia ou com centenas de pessoas. Ele sabe que dez minutos antes da largada, quando todos os corredores do Brasil se derem as mão, pela paz, eles serão milhares. Vestidos de branco, Rodrigo e seus amigos se unirão aos corredores de todo Brasil! ##

Fique atento; nas próximas postagens daremos sequência com: As Feras do Treinão (Parte II).


Mais sobre o Treinão do Brasil, nos links:

Treinão do Brasil... Que História é Essa?

Locais do Treinão do Brasil 2018

Treinão do Brasil já está em 21 Cidades!

O Treinão do Brasil está de Volta!


Treinão do Brasil... Que História É Essa?


Amigos!

Foi em maio de 2015, a dois meses da Maratona do Rio, que eu tive a ideia de juntar corredores de todos os cantos, em um treinão nacional. Eu estava lesionado e triste, sabendo que não conseguiria correr a maratona. Eu via as pessoas treinando felizes nas imagens do Facebook, mas não podia fazer o mesmo.

Em dado momento, tive a visão de que os corredores, das fotos, faziam o mesmo treino!... Só que eles não sabiam. Eu vi que, em um sem-número de cidades, todos saíam para treinar e não davam conta do imenso grupo que formavam. Imediatamente pensei: “Que tal ‘juntar’ essa turma toda, através de interação pela internet e fazer um grande treinão simultâneo do tamanho do Brasil?”

Pensei isso e fiquei eufórico, mas tive dúvidas se eu não estaria delirando. Imediatamente, liguei para três amigos perguntando o que achavam da idéia: Nilo Resende, de Goiânia; Jorge Ultramaratonista, do Rio; e Vannucci Jr, de Uberaba. Os três são corredores e blogueiros, e poderiam avaliar aquela ideia. Pois bem, meus amigos não só gostaram, mas disseram que eu poderia contar com eles no projeto.

Escolhi o nome Treinão do Brasil para que todos tivessem noção do tamanho do evento. Escolhi um tema: “Correr Pela Paz”, para que todos tivessem o mesmo sentimento. Imaginei que corrêssemos de branco e interagíssemos pelo Facebook (o WhatsApp ainda não era tão popular).

Falei com amigos de diversas cidades sobre a ideia. A aprovação parecia ser total. Um mês depois, eu postei neste blog: “ Vem aí o Treinão do Brasil! ” e marquei o evento para 20/09/15.
Meus amigos Nilo, Jorge e Vannucci Jr. divulgaram o evento em seus blogs também. O Treinão foi ganhando adesões. Em julho, na Feira da Maratona do Rio, encontrei meus amigos e distribuímos panfletos do Treinão. Quando 20 de setembro chegou, já éramos 47 cidades com 49 locais de Treinão. Totalizamos 2,5 mil corredores, de branco, pela paz.

Na maioria dos lugares, o Treinão foi um evento simples, composto por grupos pequenos ou médios. Em algumas cidades, no entanto, o evento cresceu e foi manchete em jornais, rádio ou TV. Alguns organizadores obtiveram apoio de prefeituras locais, com aquecimento ao som de música e palanque. Mesmo com essa pompa, a ideia do Treinão Simultâneo Pela Paz não foi esquecida naqueles lugares. Antes da largada, corredores de todo Brasil em grupos de qualquer tamanho, deram-se as mãos e compartilharam o mesmo pensamento. A seguir, todos largaram, de norte a sul de um Brasil que, até hoje, precisa de paz. Essa ideia também atraiu quem não corria e construiu uma bela história, descrita a seguir:

A CIDADE QUE NÃO CORRIA
(trecho da postagem: “Treinão Mobiliza Cidade do Paraná!”)

Quinta-feira, 13 de agosto de 2015, 9 h. da manhã.

 

(...) "Justamente quando eu ia tomar banho e me arrumar, recebi uma ligação pelo WhatsApp. No display, a figura de uma mulher loura, até então desconhecida e eu pensei: "Certamente é alguém querendo informações sobre TREINÃO DO BRASIL". Era isso mesmo, e a conversa se deu mais ou menos assim:

-- Bom dia, meu nome é Gislaine e eu sou de Sertanópolis, no interior do Paraná...

-- Bom dia, Gislaine... É sobre o TREINÃO DO BRASIL?

-- Sim... Eu já havia mandado uma mensagem mas não fui respondida...

-- Você deseja marcar um treinão na sua cidade - fui objetivo, para não me atrasar na chegada ao trabalho.

-- Até quero -- respondeu Gislaine: -- Mas aqui na minha cidade eu sou a única pessoa que corre.

-- Como assim? Arguí intrigado -- Ninguém mais corre na sua cidade??

-- Sertanópolis é uma cidade pequena, 17 mil habitantes, fica a 47 km de Londrina. A população não tem esse hábito.

-- Mas você corre sozinha?

-- Corro. Às vezes me junto a amigos de cidades próximas. Fora isso, estou sozinha...

Enquanto Gislaine falava eu pensava comigo "E agora, Bira?..." Mas a resposta veio rápida, e não poderia ser melhor:

-- Gislaine, marque o treinão mesmo assim!... Não importa que esteja sozinha no dia 20 de setembro, pois você estará correndo com milhares de corredores em todo Brasil, naquele momento. Muito embora eu acredite que você não estará sozinha... Outras pessoas aparecerão para correr ou caminhar contigo!

Parecia ser justamente a resposta que a Gislaine queria ouvir, e falou:

-- Eu posso marcar e convidar corredores das cidades próximas, não é mesmo?

-- Claro!... Reforcei: -- Mas mesmo que você esteja sozinha no dia, isso será positivo. É que nós estamos pedindo para os corredores tirarem fotos e filmarem todos os treinões. No final, vamos fazer um grande filme com as imagens recebidas de todo o Brasil... Se você aparecer sozinha neste filme, em contraste com as outras cidades do Brasil, Sertanópolis pode despertar e começar a praticar esporte.

Dito isso, Gislaine mandou que eu marcasse o local de largada do Treinão. Anotei seus contatos e nos despedimos. Voltei para o computador e, mesmo apressado, compus uma imagem com a foto de Sertanópolis e a descrição: "Bem-vinda Sertanópolis ao TREINÃO DO BRASIL!...". Marquei a foto que foi para o perfil da Gislaine, no Facebook. Tomei banho e, finalmente, fui trabalhar.

Durante o dia, percebi no smartphone que a imagem que postei estava sendo muito curtida e comentada. Notei que era muito compartilhada e fiquei curioso: "Será que os amigos de Gislaine aderiram à ideia e estão apoiando?". Somente à noite veio a resposta, pelo WhatsApp:

"Boa noite, Bira... Aqui em Sertanópolis está sendo surpreendente! Jamais esperava pelo apoio que estou recebendo! Já fechei com a polícia, consegui ambulância, enfermeiros e médicos... Consegui água e para completar, 150 camisetas brancas escrito PAZ. Essas camisas serão sorteadas entre os participantes..."

Li sua mensagem e pensei: "Como assim?" Fazia menos que dez horas que Gislaine havia ligado e descrito que corria sozinha, no interior do Paraná. O que estava acontecendo era um verdadeiro milagre!... Então lembrei de frases que escrevi na postagem "
O Espírito do Treinão do Brasil": "O pensamento é o corredor mais veloz que já existiu. Milagres acontecem por causa disso: Muda-se o pensamento e tudo se transforma, automaticamente". Não demorou e o que escrevi estava acontecendo de fato! ”
*          *         *
Concluindo a história: Sertanópolis, reuniu centenas de pessoas em suas ruas para correr, pedalar e caminhar, pela primeira vez, no Treinão do Brasil 2015!

Um close na felicidade de Gislaine, correndo nas ruas de Sertanópolis PR, no Treinão do Brasil de 2015.

Em 2016, o Treinão do Brasil não alcançou o mesmo sucesso. A mobilização foi menor e optou-se por fazer fazer um treinão de revezamento de 12 horas – das 6 h da manhã às 18 h da noite. Cada local do treinão escolheu um intervalo de hora para treinar. Alguns locais correram na mesma hora, geralmente de manhã. Devido ao calor, os horários da tarde foram cobertos por alguns “heróis”. Mesmo assim o Treinão contou com a participação de um grupo de corredores em Roma – Itália, que deu a largada às 5h (horário de Brasília) enviando mensagens pelo Messenger.

Ano passado não houve treinão, mas um grupo de organizadores manteve contato pelo WhatsApp e pediu que o evento voltasse. A expectativa, este ano, é que o Treinão do Brasil seja maior que o de 2015... vamos ver! ##


VEJA TAMBÉM:



O propósito é superar a marca de 2015, quando o Treinão do Brasil abraçou 49 cidades num total de 2,5 mil corredores

Treinão do Brasil já está em 21 Cidades!

Amigos!

Com apenas três dias do seu lançamento, o Treinão do Brasil já foi marcado em 21 cidades brasileiras (dados colhidos até 9h do dia 19/03/18).

Em 2015, o mesmo evento alcançou 49 cidades com um total de 2.500 corredores e foi destaque nos jornais de algumas delas. Este ano, a expectativa é de suplantar aqueles números.

O QUE É TREINÃO DO BRASIL?


Trata-se de um treinão de corrida simultâneo, agregando corredores de todo país. O tema deste encontro é Correr Pela Paz, onde os corredores se vestem de branco e, dez minutos antes da largada fazem um pensamento pela em prol da paz - geralmente de mãos dadas. Esta concentração ocorre no mesmo Instante (de norte a sul do Brasil) e a largada também é feita no mesmo momento: às 7 h (horário de Brasília).

O Treinão do Brasil não tem patrocinadores e é organizado pelos próprios corredores de rua. A interação, entre eles, se dá através do WhatsApp e redes sociais.

Qualquer corredor de rua pode organizar seu grupo e se inscrever para participar do Treinão do Brasil, totalmente de graça. Não é necessário formar grandes grupos de corredores, muito embora em algumas cidades o evento atinja muitas pessoas e obtenha apoio das prefeituras locais.

No mais das vezes, o Treinão do Brasil é feito por grupos pequenos e médios de corredores, que no somatório de todo evento pode atingir milhares. Sendo assim, o Treinão do Brasil tornou-se o maior treinão de corrida do Brasil. Um evento simultâneo e precursor da paz no momento que mais precisamos dela.

Em 2015, o Treinão do Brasil foi manchete em noticiários do rádio, TV e jornais, como na matéria O Popular, de Goiânia.

CONFIRA AS CIDADES ONDE O TREINÃO DO BRASIL JÁ FOI MARCADO!


COMO FAZER PARA MARCAR UM TREINÃO NA SUA CIDADE?

Não é preciso ser um líder de grupo de corrida para organizar um treinão local. Basta um pouco de boa-vontade e esforço para juntar meia dúzia de amigos habituados a correr ou caminhar. Escolha um local seguro para a prática. Isso já é algo que os corredores fazem frequentemente, só que desta vez estarão correndo simultaneamente com outros de todo Brasil. Além do mais, no dia do Treinão simultâneo do Brasil estaremos fazendo uma grande corrente positiva em prol da paz!

ATENÇÃO: data inicial do evento foi alterada para DOMINGO, 27 de maio de 2018, às 7 horas da manhã (horário de Brasília). 

Nosso evento é de todos corredores de rua do Brasil, que já estão conectados pelas redes sociais e WhatsApp. Os grupos se somarão formando um grande treinão nacional.

Se você deseja participar ou organizar o Treinão do Brasil em seu bairro ou cidade, escreva para:

rezende3@gmail.com ou envie uma mensagem pelo WhatsApp: 21 994449650.

Acompanhe este blog com as atualizações sobre o Treinão do Brasil e nos ajude compartilhando esta postagem.

Link do Evento Treinão do Brasil no Facebook:
https://www.facebook.com/events/1661679430581535/?active_tab=discussion


 Vestidos de branco, 2.500 corredores realizaram o maior treinão simultâneo da história, pela paz - acima, uma das imagens que promoveu o evento, em 2015.

O Treinão do Brasil Está de Volta!

Amigos!

Anota aí; o maior treinão simultâneo de corrida do Brasil, deste ano, teve a data alterada:

27 de maio de 2018 
(feriado nacional de Corpus Christi), 
às 7 horas (horário de Brasília).

Isso mesmo!...

Mais uma vez, seremos milhares de corredores em dezenas de cidades, de todo o Brasil, participando do MESMO treinão!

Faremos a largada no mesmo momento e nos comunicaremos pelo whatsapp e redes sociais. Trocaremos mensagens, fotos e transmissões ao vivo. Tudo isso com um único propósito de Correr Pela Paz!

Como ocorrerá o Treinão do Brasil?

Às 7 horas da manhã (em ponto!) de domingo, 27 de maio de 2018, dezenas de grupos de corredores de rua, preferencialmente vestidos de branco, darão a largada simultânea no Treinão do Brasil.

Dez minutos antes (ou seja: às 6:50 h) Eles darão as mãos - em círculo - e farão um pensamento coletivo pela paz.

Antes da largada, em 2015, corredores se reuniram em círculo no Dique Tororó, em Salvador BA.
É importante ressaltar que o Treinão do Brasil não tem caráter religioso. Ele agrega corredores de rua de todas religiões, bem como aqueles que não têm.

Também é importante esclarecer que o Treinão do Brasil não tem caráter político. Não pretendemos transformar o evento em manifestação. Somos corredores de rua e o que faremos é um grande treino, talvez o maior de todos os tempos, em grupos pequenos e médios. Nosso propósito é simples: Correr Pela Paz!

Amigos!

Nova medição no Ranking dos Grupos de Corrida do Facebook

Foi em maio de 2016 que o nosso blog teve a ideia de aferir a popularidade dos Grupos de Corrida do Facebook e criou esse Ranking.

Naquela época, os grupos Corredores de Rua e Viciados em Corrida de Rua disputavam a dianteira, seguidos de longe pelos Amantes da Corrida. Mas não demorou e o cenário mudou com uma arrancada espetacular dos Amantes (confira o gráfico). Em janeiro deste ano, ficou evidente que o grupo da santista Luciene Casanova ameaçava a hegemonia dos Corredores, do sorocabano João Batista.


O gráfico acentua a arrancada dos Amantes de Corrida, suplantando o crescimentos dos demais.

Nos últimos dois meses, a diferença entre Corredores e Amantes caiu de 16 para 3 mil membros, algo semelhante aos empates técnicos das pesquisas eleitorais. Pode ser uma questão de tempo para os Amantes consolidarem a virada... O tempo vai dizer e BiraNaNet vai divulgar qualquer resultado.

Posição Atual (09/03/18):
1º - Corredores de Rua: 137.401;
2º - Amantes da Corrida: 134.085;
3º - Viciados em Corridas de Rua: 96.147.

Enquanto isso, os Viciados em Corridas, do carioca Flavio Loureiro, continuou crescendo de forma mais lenta e beira 100 mil integrantes em um confortável terceiro lugar.

Verificamos, nesta aferição, que quase nada mudou a partir da quarta posição (confira aqui a medição de jan/18). Quando houver novidades abrangeremos as demais posições.

Caráter Recreativo

Como já foi ressaltado, o Ranking dos Grupos de Corrida do Facebook de BiraNaNet tem caráter recreativo. Também não é uma especificidade deste blog focado em crônicas de corrida e história de corredores. Entre outros, já tivemos a oportunidade de contar a história dos fundadores destes três grupos, os quais admiramos. Confira nos links abaixo:

João Batista - Corredores de Rua:
http://www.birananet.com/2016/06/corredores-de-rua-serie-grupos-do.html

Luciane Curi - Amantes da Corrida: 
http://www.birananet.com/2016/06/amantes-da-corrida-serie-grupos-do.html

Flávio Loureiro - Viciados em Corridas de Rua:
http://www.birananet.com/2014/01/o-rei-dos-treinoes-cariocas.html


Qual é o Limite dos Grupos de Corrida?

Em uma breve pesquisa na internet, verificamos que há grupos, com outras temáticas, que beiram a marca de um milhão de membros. Quando o assunto é Corrida de Rua, apesar do grande apelo comercial, apenas esses avizinham a marca dos 100 mil integrantes. Fica a pergunta a ser respondida nas próximas medições deste Ranking: Qual é o limite dos Grupos de Corrida? ##

>> Aproveite que está aqui e confira: 5 Crônicas de Corrida escolhidas de BiraNaNet >>


Abraços!

Bira.
Recorte de imagens da internet, com efeitos do Gimp.

Prepare-se! Você Vai Precisar da Corrida 


Amigos!

Prepare-se! 2018 chegou com tudo nos bares, nas esquinas e nas redes sociais. Um ano de conflitos, que só estão esperando o carnaval passar para fazer o seu desfile. A chapa vai esquentar muito mais que o asfalto onde você corre.

Prepare-se! 2018 vai provocar discórdia entre bons amigos nos bares, nas esquinas e nas redes sociais. É que um rio de dinheiro ficou represado e aguarda os vencedores da guerra "ideológica" para definir seu novo curso. O dinheiro correrá para os bolsos deles, num ritmo muito mais rápido que o seu "pace" de corredor.

Prepare-se! Em 2018, as ventanias de janeiro prometem se estender por todo ano. Filhotes de pássaros cairão das árvores, feito mangas verdes, que nos temporais cobrem o chão. Mas os dançarinos, provocadores das chuvas, no entanto, estarão muito bem abrigados. No fim da guerra, eles trocarão apertos com as mãos lavadas nas águas da tormenta, com a mesma tranquilidade que você lava sua camiseta suada.

Prepare-se! Em 2018 você vai precisar da corrida. Com ela em dia, você poderá sorrir ou trocar de assunto sempre que a chapa esquentar. Seja no bar, na esquina ou nas redes sociais. Você poderá ignorar os que querem lhe enfileirar nos conflitos que eles mesmo provocam. Você não se perderá dos amigos nos treinões da vida. Tampouco perderá os amigos que a corrida lhe deu.

Prepare-se!

Abraços!

Bira.
Correndo na Montanha, recorte e colagem com Gimp, Bira - 27-01-18.

No Dia em que Eu Corri na Montanha...


Amigos!

No dia em que eu corri na montanha, pude ver, lá do alto, o mar espelhando o céu. Uma infinidade de azuis invadiu os meus olhos enquanto o vento desceu das nuvens para me acariciar. Vi a espuma branca das ondas imitando o movimento branco das nuvens. No entorno da trilha, onde eu trotei, o capim criou olas agitadas pela brisa. O deslocamento não me permitiu observar a beleza de uma flor semi oculta na relva. Mas percebi o coletivo das flores espalhadas ao longo do caminho, então elas passaram a correr do meu lado... Foi incrível descobrir que as flores correm, expelindo polem e borrifando perfume! Foi surpreendente perceber que as borboletas amarelas piscam, feito vaga-lume, no abrir e fechar das asas de um voo imprevisível. Fiquei surdo no zunir de um vento forte e repentino, que abafou o piado dos pássaros. Mas eu sabia que as aves estavam por perto, saboreando sementes ou devorando insetos. Volta e meia, elas plainavam naquele vento e ficava fácil entender porque vivem cantando.

No dia em que eu corri na montanha, tive a recompensa por todo esforço que fiz, durante os anos que treinei na cidade. Foi assim que ganhei condições de subir a montanha. Disputando espaço com os automóveis, reivindiquei uma faixa de asfalto para treinar. Meu cenário era limitado pelos muros e paredes pichadas. Em alguns momentos, pelo viaduto sombrio onde um casal de mendigos dormia e se escondia do céu. Mais adiante, uma vitrine exibia flores sequestradas, talvez na montanha. Outras vitrines vendiam frascos de perfume extraídos de outras flores. Passarinhos assustados procuravam árvores para pousar. Borboletas dormiam, de dia, para se travestir de mariposas, de noite, e depois morrerem tontas de tanto girar em volta de uma luminária. Se os ventos da cidade assobiavam, era prenúncio de chuva forte, com possibilidade de enchente. Se a chuva caísse, terminaria mais um treino para mim.

No dia em que eu corri na montanha, é bem possível que eu não estivesse pisando ali. É bem possível que aquela montanha fosse fruto da minha imaginação. Um lugar ideal para correr e se encantar com o mundo, onde o azul não tem limites. Um descampado sem muros, paredes, coberturas e medos. O inverso do subúrbio da cidade onde eu nasci. Uma fuga, um abrigo, um trono no topo do mundo! É que a energia que flui na montanha repercute pela vida inteira. Pouco importa se o corredor ainda nem tenha, de fato, chegado até lá. Mesmo que ele suba a montanha no seu último dia de vida. A energia da montanha regredirá para o seu passado. E todo o passado se transformará, mostrando que não existe o impossível. E toda a história da vida do corredor valerá à pena, visto que lhe conduziu até a montanha!

No dia em que eu corri na montanha, justifiquei meu passado e num passe de mágica vi tudo mudar!

Abraço!

Bira.
Gif animado feito com recortes de imagens da internet - Bira, 24-10-18.

Amigos!

Tinha Uma Tarde Correndo Comigo...


Tinha uma Tarde correndo comigo, nas ruas da cidade,
Além de um sol solitário me plagiando, lá no céu.
Tinha um display digital de relógio, no meu pulso,
Pulsando os segundos, na cadência do meu coração.

Tinha Corrida no asfalto onde meus tênis passavam,
Rompendo os limites ou costurando os bairros!
Tinha um rio de felicidade atravessando o meu corpo,
Respingando otimismo à flor do meu chão.

Tinha uma Noite afoita por invadir o meu treino.
Tinha meu treino inquieto por penetrar na Noite.
Só faltava os postes acenderem e a Tarde se despedir,
Como se despedem os corredores na passagem de bastão.

Tinha uma sequência de postes demarcando meu caminho.
Tinha uma sequência de ruas me convidando para entrar.
Os faroletes dos carros, que iam, avermelharam meus olhos,
Os faróis de milha dos carros, que vinham, ofuscaram minha visão.

Tinha uma noite correndo comigo, nas ruas da cidade,
E uma maldosa topada pronta para me derrubar.
Tinha astros ocultos correndo, no anonimato do céu,
E um monstro de nuvem engolindo a lua na escuridão.

Tinha um sol brotando, a cada instante, nos mares do mundo,
Formando uma Manhã que corre pelo planeta sem parar.
Tinha uma possibilidade de recomeço ao nascer de cada dia,
E milhões de corredores que tomaram essa mesma decisão.


Abraço!

Bira.
Sonhos Que Correm, Imagem composta de recortes da internet, com Gimp - Bira, 15-01-18.

Meus Sonhos Também Correm!


Um belo dia, lá nos idos de 1985, eu sonhei em participar de uma corrida e fiz minha inscrição na Maratona do Rio. Até hoje não sei o que deu na telha, pois eu não era um corredor. Só vi o tamanho da encrenca ao me meter, entre seis mil atletas, na concentração.

Quando os 42 km de prova iniciaram, eu chorei de emoção. Chorei na largada o choro da chegada. Garanti logo o meu choro, pois minha chegada seria improvável... Mas falando sério, eu acho mesmo é que chorei porque me vi no meio do sonho!

Depois que as lágrimas secaram foi a vez do suor escorrer. Paguei com ele, o preço que pagam os sonhadores inconsequentes e derreti, feito picolé, no asfalto da cidade. Foram cinco horas e meia até concluir a corrida. A despeito do péssimo tempo, eu me tornei um maratonista, de cara!

O meu segundo sonho veio de imediato. Eu quis baixar o tempo de prova, meses depois, correndo em São Paulo. Só vi o tamanho da da nova encrenca, nos últimos quilômetros da maratona paulistana. Uma de minhas pernas travou. Tive que arrastá-la para completar a corrida, em pouco mais de 4 horas.

Embora eu só tivesse 25 anos, aquilo era o melhor que eu tinha para dar. Minha vida era tão dura quanto os tênis da época. Além do mais, eu treinava sozinho, sem saber direito o que fazia. Trabalhava de dia e corria de noite. Quando trotava, pelas ruas do subúrbio, eu era olhado com a desconfiança que olham para os loucos dos anos 80.

Mesmo assim eu tive um terceiro sonho, que se confundiu com a euforia, correndo sobre a Ponte Rio-Niterói. O monumento foi palco dos primeiros quilômetros da Maratona do Rio'86. No vão central, o meu espírito se uniu aos dos demais corredores: (Com gestos espontâneos, acenamos para os helicópteros da TV Manchete. Emendamos o trajeto aéreo com a extinta Perimetral. Depois cruzamos o Aterro e a ferradura da Enseada, em Botafogo. Entramos e saímos na Urca. Entramos e saímos nos túneis. Enfurnamo-nos na noite e na Avenida Nossa Senhora de Copacabana. Fizemos o retorno na altura do Posto 6. Quando entramos na Avenida Atlântica, rumo ao Leme, tivemos a certeza que concluiríamos a prova). Foi somente no corredor de chegada que cada corredor se desgarrou da união espiritual e assumiu sua própria identidade. Eu reassumi a minha e cruzei o pórtico com gestos de vitória. Estava pronto para sonhar de novo, mas a vida tem seus planos...

Por conta da vida eu parei e só voltei a correr 22 anos depois, acredite! O lapso de tempo só estancou em 2009, quando eu fiz 48 anos. Quando a Corrida retornou, ela ordenou que eu trocasse de roupas, de amigos, de lugares, de horários, de hábitos, de disposição, de propósitos e de direção. Só perduraram família, emprego e documentos.

Aqueles sonhos também voltaram e me levaram para correr nas montanhas, nos vales e nas praias. Meus tênis correram em muitas outras metrópoles. Quem me viu passar teve a chance de sonhar em correr também. Hoje mesmo, nas ruas das minha cidade, eu proferi convites para que todos viessem correr. Não precisei bradar uma só palavra, apenas o toc-toc dos meus tênis no chão, feito código morse, se fazia entender.

Agora, os meus sonhos correm para quebrar as barreiras entre os homens, que quando vistos parados até parecem desiguais. Imagina se todos os homens resolvessem correr e que fosse possível nunca mais parar. Rapidamente, acabariam as disputas de território, derrubando as fronteiras do mundo. É que eles correriam o mesmo caminho que se espalha em todas as direções. É que correndo, eles estariam espiritualmente unidos, acenando para Deus como quem acena para um helicóptero de TV.

Abraços!

Bira.



O Ranking dos Grupos de Corrida Voltou!




Amigos!

A primeira vez que BiraNaNet divulgou um Ranking dos Grupos de Corrida, no Facebook foi em 2016. Na época, também entrevistamos os fundadores dos três maiores: João Batista - dos Corredores de Rua, Luciene Casanova - dos Amantes da Corrida e Flávio Loureiro - dos Viciados em Corrida de Rua. Além disso, contamos suas histórias. Hoje, estes grupos continuam liderando, com sobras, mas houve mudanças de posição, entre eles.

Dezenas de outros grupos despontavam, como emergentes, a partir da quarta posição. O Ranking acompanhou o sobe e desce dos grupos e despertou curiosidade geral.

Hoje, um ano e meio depois, voltamos para conferir o que mudou... Quem subiu? Quem desceu? Quem surgiu? Confira, a seguir, os 20 mais populares:

Este levantamento inclui grupos de corrida com mais de 8.000 membros. Utilize os comentários do blog para comunicar qualquer omissão.

1- Análise dos Três Primeiros Colocados:


 CORREDORES DE RUA
1º lugar - Corredores de Rua, em junho de 2016 possuía 70 mil membros. Este mês, janeiro de 2018 = 134.540 (quase o dobro) e vem mantendo a dianteira.
Link: https://www.facebook.com/groups/670415156348578/



 AMANTES DA CORRIDA
2º lugar - Amantes da Corrida, em junho de 2016 tinha 53 mil integrantes. Este mês, janeiro de 2018 = 118.600 (mais que o dobro) e ultrapassou os Viciados.
Link: https://www.facebook.com/groups/126686910740530/



 Viciados em Corridas de Rua
3º lugar - Viciados em Corridas de Rua, em junho de 2016 agregava 68 mil corredores. Este mês, janeiro de 2018 = 94.000 (um aumento estupendo, mas não suficiente para manter a 2ª posição).
Link: https://www.facebook.com/groups/viciadosemcorridasderua/


Observe o gráfico e dos três primeiros:

De 05/2016 até 01/2018, os Amantes da Corrida deu um salto, mas os Corredores seguem firmes na dianteira. 


2- Os Grupos Emergentes:

4º lugar - Tubinaticos - Amigos da Vila Olímpica 
- novo no Ranking! membros: 25.509.
Link: https://www.facebook.com/groups/tubinaticos1/

5º lugar - Caçadores de Atletas
- subiu 16 posições! De 5.946 para 18.173 membros!
Link: https://www.facebook.com/groups/1021127647924946/

6º lugar - Atleta Michele Daniele
- subiu de 14.192 para 16.800. Caiu 2 posições.
Link: https://www.facebook.com/groups/1734487013452199/

7º lugar - Corrida Energia Vibrante
- subiu de 11.961 para 14.257. Caiu 2 posições.
Link: https://www.facebook.com/groups/356929897760179/

8º lugar - Corredores
- subiu de 11.916 para 13.885. Caiu 2 posições.
Link: https://www.facebook.com/groups/145394755509406/

9º lugar - Prazer em Correr
- subiu 14 posições! De 5.654 para 12.961.
Link: https://www.facebook.com/groups/prazeremcorrer/

10º lugar - Corredores Capixabas
- subiu 1 posição! De 10.504 para 12.078.
Link: https://www.facebook.com/groups/302757236407794/

11º lugar - Nike+ Run Club-RIO
- subiu de 10.811 para 11.484, descendo 1 posição.
Link: https://www.facebook.com/groups/264760153712668/

12º lugar - Correr Entre Amigos
- caiu de 11.673 para 11.417, descendo 5 posições.
Link: https://www.facebook.com/groups/correrentreamigos/

13º lugar - Guepardos Endorfinados
- manteve a 13º posição, subindo de 10.072 para 10.577.
Link: https://www.facebook.com/groups/503169739843799/

14º lugar - Sou Atleta
- caiu de 11.058 para 10.468, descendo 6 posições.
Link: https://www.facebook.com/groups/souatleta/

15º lugar - Loucos Por Corrida L.P.C
- caiu de 11.031 para 10.466, descendo 6 posições.
Link: https://www.facebook.com/groups/253975891293987/

16º lugar - #EuQueroCorrer
- caiu de 10.342 para 10.303, descendo 4 posições.
Link: https://www.facebook.com/groups/353636094809596/

17º lugar - Corredores de Brasília
- subiu de 8.236 para 9.743, descendo 2 posições.
Link: https://www.facebook.com/groups/corredoresderuaBSB/

18º lugar - Corredores do Rio de Janeiro
- subiu de 7.894 para 8.231, descendo 2 posições.
Link: https://www.facebook.com/groups/172311202806915/

19º lugar - Tarja Preta Runners
- subiu 3 posições! De 5.936 para 8.113 membros.
Link: https://www.facebook.com/groups/988516331191439/

20º lugar - Corredores Cariocas
- subiu de 7.358 para 8.036, descendo 3 posições.
Link: https://www.facebook.com/groups/corredorescariocas/

- obs. O Grupo Geração Saúde, que detinha o 14º lugar, com 9.097 membros, não foi localizado.

Avaliando os Grupos do 4º ao 20º lugar:

Boa parte deles manteve-se estagnada, aumentando muito pouco seu contingente e perderam posições por isso. Os grupos que mais ganharam adesões foram: Caçadores de Atletas (multiplicado por três!) e Prazer em Correr (que ficou duas vezes e meia maior!). Surpreendentemente, esta edição apresenta o Tubináticos, que já chega ocupando o topo com nada menos que 25 mil componentes.

Futuramente faremos novas apurações, extensivas a grupos de até 5 mil membros. Qualquer omissão pode ser citada nos comentários de rodapé, que corrigiremos mais tarde.

Lembrando ainda que este Ranking tem caráter recreativo, até mesmo orientador, para aqueles que utilizam os grupos para promoções ou troca de informação.

Para finalizar, preparei no link abaixo, uma seleção de Crônicas de Corrida que é especialidade de BiraNaNet... Clique na Imagem e confira!

Degustação BiraNaNet - clique!

 Clique e conheça um pouco do blog!









Abraço!

Bira.
Foto de Erivaldo Zim - fonte Facebook.

Um Corredor Passou por Aqui


- Pela memória de Zim, que propiciou tantos momentos inesquecíveis aos seus amigos de corrida.

Um corredor passou por aqui
Deixando respingos no chão
E um rastro de sorriso no caminho.

Ele foi naquela direção,
Pela estrada que termina
Onde começa a trilha da montanha.

Mas o corredor não estava sozinho.
Dezenas lhe seguiam
Correndo e sorrindo igual.

Todo o bairro, mesmo parado,
Seguia-lhe com os olhos.
E aí, todo bairro sorriu também.

Um corredor conduziu seus amigos
Pelas trilhas dos vales,
No meio da mata.

Fez que todos ficassem tranquilos,
E desvendassem as belezas
Da subida da montanha.

Fez que a própria montanha
Se sentisse amada e regada
Do suor que vem do encanto.

Mas todo encanto da mata
Não existiria se não houvesse
Corredores a observar.

É que o corredor consciente sabia
Que o encanto não existe sem olhos que o vejam.
Que o amor não germina fora dos corações.

Então, o corredor consciente chamou outros corredores,
Agregou outros olhos e outros corações
E revelou todo encanto, e promoveu todo amor!

Um corredor passou por aqui
Deixando respingos no chão
E um rastro de sorriso no caminho.

Ele foi naquela direção,
Pela estrada que termina
Onde começa a trilha da montanha.

Agora, o corredor vai sozinho,
Mas um dia seguiremos seu rastro
E nos sentiremos seguros, de novo, ao seu lado.

Obrigado Zim, por nos ter guiado em tantas trilhas e tantos treinões!



Abraços!

Bira.



Tênis de Chuva e Flores - Montagem com recortes de imagens de internet - Bira, 06-01-18.

Meus Tênis de Chuva

Amigos!

Meus tênis de chuva estão desgastados nas solas, têm marcas de atrito na entressola e puídos no cabedal. Eles também precisam de uma boa lavada que eu não tive tempo de dar. É que depois da última vez que corremos, só eu tomei banho. Já eles, ficaram embaixo de uma goteira para se livrar dos respingos de lama. Depois disso, secaram aos poucos e ganharam um cheiro de cachorro molhado. Feito um cão molhado, meus tênis de chuva nem entram mais em casa. Arrumei um canto para eles, do lado de fora, onde repousam dos treinos sem sequer latir.

Mas nem sempre foi assim...

Ainda lembro do primeiro dia com eles, novinhos, em minhas mãos. Suas cores brilhavam, dentro dos meus olhos, e seu leve cheiro de borracha sintética, feito perfume, invadiam meu peito. Acalentei-os, antes de experimentar sua maciez nos pés. A sensação foi tão boa que eu tive pena de estreiá-los na poeira do asfalto. Fiquei um bom tempo levando-os para trabalhar no escritório, comigo, ou passear-mos no shopping, feito namorados. Aleguei, pra mim mesmo, que eles precisavam amaciar antes de correr pelas ruas.

Dissipada a paixão, encaramos os treinos e nos tornamos bons companheiros. Na primeira corrida que fizemos, meus tênis se viram acuados, no corredor de largada. Viram, no seu entorno, um emaranhado de pernas ansiosas pela partida e uma multidão de tênis inquietos de todas as cores e todas as marcas. Enquanto isso, eu tentava enxergar o display da contagem regressiva, no alto do pórtico, ignorando as imagens ao nível do solo. Quando a sirene tocou, veio o frisson da largada e a energia dos corpos em movimento repentino. Naquele momento, meus tênis descobriram para que vieram ao mundo e desabrocharam, feito flor.

Meses velozes passaram feito corredores de pista... 

Sem que eu desse conta, meus tênis se desgastaram no solado sob o calcanhar. Percebi que eles também já não tinham o mesmo amortecimento que antes, mas prossegui. Certo dia, entrei na loja de artigos esportivos e deparei com outro par, em promoção. Eles tinham brilho, cheiro e maciez de calçado novo. Não resisti e comprei. Então tudo se repetiu: tive pena de colocá-los para correr na rua. Amaciei-os, primeiro, no escritório ou no shopping. Enquanto isso, o outro par continuava se desgastando nos treinos de asfalto.

Quando pensei em jogar fora meus velhos tênis, janeiro chegou... 

Vieram as tardes chuvosas e os rastros de lama nas ruas. Meus velhos tênis não foram para o lixo, mas viraram meus tênis de chuva. Na primeira tempestade, pingos grossos despencaram do céu, trazendo uma alegria que só quem corre na chuva consegue ter. Para colher esse contentamento, tem que ter coragem e se livrar do guarda-chuva. É preciso perder o medo da trovoada ou de olhos alheios. Desmanchar, numa pisada, seu próprio reflexo na poça d'água do chão.

A poeira da estrada virou lama que cubriu os cabedais dos meus tênis e respingou minhas panturrilhas. Meu olhar, atento ao trânsito, ignorava tais detalhes. Eu não poderia deixar que o prazer que sentia terminasse num trágico escorregão. Meus tênis de chuva chafurdavam com a alegria dos porcos, e outra vez desabrocharam como lírio no lodo!

Meus tênis de chuva estão desgastados nas solas, têm marcas de atrito na entressola e puídos no cabedal. Há algum tempo perderam o status de tênis principal para outro novinho e quase foram para o lixo. Ainda bem que existem as fortes chuvas, das quais os fracos se abrigam e os bravos até conseguem ser felizes. Meus tênis de chuva me ensinam a ser forte e feliz, encontrando alegria nas condições onde muitos só veriam o sofrimento.

Abraços!

Bira.